sexta-feira, 25 de maio de 2007

like believe (2)

Um dia alguém escreveu:


“Vai passar. Mas enquanto passa e não passa não há que envergonhar, antes pelo contrário, há que levantar o narizito e sentir orgulho por cada passinho dado, por cada batalha vencida.

Estranhamente (ou talvez não), a sensação de conforto vai chegando, a tranquilidade, o alívio. A vergonha desaparece, a insegurança, o desconforto e, a felicidade (quem diria) invade! : )”


A palavra cancro está de tal forma associada a morte que muitos de nós tem inclusive relutância em proferi-la. O sofrimento, a dor e muito especialmente o medo são-lhe inerentes.


Lidar com estes doentes, não é tarefa fácil, conviver lado a lado, também não. Passar por isso, ainda menos. Entre outros factores são relevantes a debilidade física que oscila consoante a evolução da doença, os efeitos secundários, as variações de humor que podem ser frequentes. As necessidades variam entre o carinho, a compreensão, o estímulo, a informação, a segurança, a ajuda física, a firmeza ou a "palavra dura".


A verdade é que todos nós morreremos um dia, mas cancro e morte não são sinónimos!



O lema é

“Enquanto houver 0,0000….01% a possibilidade existe! Só não podemos desistir!”


O diabo da janela abriu-se

e a porta continua encostada…



32 comentários:

v disse...

0,0000….01%
Existe!!!
:)*****

aflores disse...

Sempre ouvi dizer que a esperança é a última a morrer, mas o sofrimento assusta-me.

vinte e dois disse...

A minha ex-sogra faleceu de um cancro no peito e foram dois anos de sofrimento tanto para ela como para a família que a acompanhou. E ela lutou até ao fim. E de um mês que os médicos lhe tinham dado, com força conseguiu lutar durante dois anos.

António Rosa disse...

Cara For You

"cancro e morte não são sinónimos!"

Há 2 ou 3 anos tive um intenso desejo que ainda não cumpri, até ao momento: poder juntar-me com pessoas que estejam ou estiveram em processos de perda devido ao cancro e "tentar" explicar-lhes, em termos metafísicos e astrológicos (obrigatoriamente simples) o significado de "cancro" e porque razão eu também entendo que "cancro e morte não são sinónimos!".

Não sei se este meu desejo é um impulso vindo de ser filho de um homem que morreu de cancro há 38 anos. Outros tempos... E se, por eu próprio ter passado pela escola do sofrimento de outras doenças que me obrigaram a ter uma vida muito limitada entre os meus 32 e 48 anos. Muito tempo. Hoje estou curado.

Amei este texto,

Um abraço de luz

António Rosa

outro disse...

Enquanto houver vida... há esperança.
A esperança será decerto, a última a morrer!
Mas o medo... esse ninguém o poderá vencer...é forte demais!

Uma caixinha de surpresas com uma porta encostada e uma janela aberta para o mundo.
Gostei!

Beijo

mixtu disse...

ó pequenita, li algures que és queninha, yayaya
a esperança é... verde...
abrazo europeu

Capitão-Mor disse...

A minha mãe venceu essa batalha! Vale a pena acreditar...

Nanny disse...

Já passei por várias experiências na família e nenhuma com bom fim... e agora já temos mais uma na mesma luta... esperemos que não seja inglória, porque tem apenas 35 anos e duas filhas lindas pequenas, para criar...

Beijinhos com esperança e um abraço for you

Um Poema disse...

Parece-me muito menos complicada a poesia do que abranger a grandeza de certas almas.
Lindo, este empenho. Linda esta capacidade de saber semear esperança.
Isto é que é importante. Champanhe e bolos são coisas menores.

Obrigado pela visita e pelas palavras amigas.

Um abraço

Moura ao Luar disse...

Acredito que o tratamento médico importante, mas tão ou mais importante é quem está a ser tratado ter vontade de viver, não baixar as armas, e acreditar que pode vencer a batalha.

Miguel disse...

Algumas lutas ganham-se sempre mesmo que no fim se percam.
E existem exemplos que a todos marcam de lutas que vão sendo travadas, acrescentando muito a uma humanidade que dessitiu de lutar.

Paulo disse...

O lema é não podemos desistir. Gostei muito. Uma janela de pensamentos aberta e uma porta encostada completam muito bem o quadro de um poeta que oferece palavras a uma causa.

Irritadinha disse...

Ainda por muito pequena que seja a hipótese, ela existe. E com ela a possibilidade de acreditar que tudo pode melhorar.

Teresa Durães disse...

cancro é uma doença que assusta. muitas as pessoas da minha família que morreram de cancro, incluindo o meu pai. mas existe uma grande tragédia quando nem é a doença que mata mais nem talvez a que se sofre mais.

há tantas silênciosas que ainda por cima são alvo de estigma por parte da sociedade levando a pessoa ao isolamento e piorando o seu estado.

o sofrimento assusta qualquer pessoa e a vantagem do cancro enquanto doença são as provas físicas da sua existência.

todas as doenças que causam sofrimento são más.

p.s. não acredito que se deva pensar três vezes antes de agir. é assim que este país está como está; todos temos receio de um papão invisível. porque não um salto?

foryou disse...

Querida Teresa:

É o segundo comentário em que faz esse reparo. Sem dúvida que, infelizmente, existem muitas outras doenças e até muitas outras formas de sofrimento, não o questiono, até porque, não se trata de nenhum concurso nem eu tenciono medir formas dolorosas.

Eu falo do que sei, do que conheço de muito perto e, por isso mesmo, me é possível compreender e actuar.

Estou certa que a Teresa, que conhece essas tão bem e lhes é mais sensível, fará o seu melhor.
Afinal se todos fizermos o que nos é possível, é um bom contributo.

P.S. Acredito que por vezes vale a pena pensar mais do que uma vez antes de agir. Talvez assim este país (e não só) estivesse melhor.
Estou habituada, até por necessidade a dar saltos bem altos e bastante longos.
Contudo, nesse caso específico, limitei-me a brincar. Como provavelmente o fiz com algo a que é sensivel, peço-lhe as minhas mais sinceras desculpas.

Rafeiro Perfumado disse...

Enquanto o 0, essa besta, não aparecer, tudo é possível!

Ana disse...

Fortíssimo este post.

Eu acredito.

Um abraço forte.

Alexandra disse...

Não pondo em causa o que aqui foi escrito, infelizmente tenho que dizer que à cerca de 3 semanas atrás me despedi de alguém com um "Até amanhã". Seis dias depois já não havia a quem dizer até amanhã...

Sempre me agarrei a esses 0,0000...01% e tentei transmiti-lo a um grande lutador. Hoje, sem ele, deixei de acreditar... talvez um dia volte a ter essa crença!

No entanto, a ideia aqui exposta tem todo o significado. Tal como ele dizia "Se fosse há tempos atrás" ainda mais significado me faria!

Boa noite!

OUTRO disse...

como já o fiz noutro local, gostaria de alertar para o facto daquele "outro" não ser este outro (q aqui aparece com o link de sempre)

não sou mais nem menos importante q o anterior, apenas não quero confusões sobre comentários q não são meus

Å®t_Øf_£övë disse...

foryou,
Devemos sempre acreditar numa solução, e ter esperança... muita, porque a única coisa que nos deve fazer deixar de acreditar, de lutar, e de ter esperança, é a morte.
Beijinhos.

Francis disse...

Diz-se que a esperança é a última que morre...

SAM disse...

The pervert is back!

Likas disse...

Esse fantasma já me levou alguêm que muito amava. Fez esta semana 14 anos e eu ainda fantasio vê-la aparecer à porta quando por lá passo.

Beijos
E falando de coisas boas: amanhã é feriado aqui.... (só para te fazer inveja... lol)

rascunhos disse...

Intenso!

E por vezes resta-nos o silêncio até que as palavras voltem de novo.

Uma boa semana

asdrubal tudo bem disse...

por estas e por outras é que eu digo mais vale rico e com saúde do que pobre e doentinho.

Barão da Tróia II disse...

Um dia de cada vez, procurando o lado bom do sonho escondido na terceira núvem logo a seguir a o primeiro raio de sol mesmo nos dia de chuva e escuridão, o raio de sol está sempre dentro do teu coração, procura-o, boa semana com tudo de bom.

Jonice disse...

Sim... enquanto há vida há esperança, enquanto há esperança há vida.

Arcanjo disse...

Bom dia menina linda que no olhar deixei o meu céu :-)

Vamos lá então deixar-nos de V. e passemos ao TU! ;-)

Deixa sempre a janela aberta e escancara de uma vez essa porta, que permaneça sempre aberta para que possamos entrar e dar asas a tudo o que nos apetecer fazer.

Mesmo que digam que a probabilidade seja nula existe ainda a esperança e o acreditar dentro de nós...

Olha!... Vês o caminho á tua frente? É por aí que tens de seguir, para a frente, de cabeça erguida e sempre, mas sempre com a certeza inabalável que és capaz... nós seguiremos contigo. Ao teu lado, atrás de ti... não importa, o que importa é que nos sintas perto de ti.

"Cancro" é apenas mais um nome, um substantivo comum como tantos outros... é apenas mais uma batalha como tantas outras que travamos diariamente nas nossas vidas.

E não te esqueças: O importante é "Saber Viver".

Beijinhos e sorrisos mil e sei que nada te mete medo nem te assusta!

;-)***

Fallen Angel disse...

Tantos zeros, tanta percentagem, um número um lá no fundo, encostadinho...

Consegue-se avaliar a coragem?

Consegue-se medir a força?..

Consegue-se fazer de um sorriso ( que sorriso ) uma estatistica?...

Eles conseguem. Mas eles conseguem tudo. E depois existem aqueles seres radiosos que apenas conseguem viver. Apenas concebem fazê-lo.

Open your eyes. É para ti. For You.

Tal como este beijo. *

Anónimo disse...

...........

:))))

até já!

............

Beijo grande

bjecas disse...

Bêjoca

\m/

caditonuno disse...

a esperança nao morre tao cedo...d esde que nós deixemos!