sexta-feira, 22 de junho de 2007

Like a big post

Há pessoas que em última instância conseguem agradecer, até mesmo ao primo em 4º grau, que curiosamente nem têm, o facto de não conseguirem, de forma alguma “viajar até às profundezas de mala de mulher”.

Sinceramente não vejo qual a dificuldade, bastaria para tanto usarem a “teoria do coiso” que os levaria a passar umas férias na Islândia, onde, estou certa, poderiam conviver com rarissimas “espécies do ecossistema transportal”, o que “afinal até pode ser uma coisa boa”, já que os ditos cujos são “mestrados em wc”, já para não falar da vasta “cultura quatro-pisqueira” que, simpaticamente, substitui os beijos quando “não tem asterisco”.

Temos ainda a considerar que nas maravilhosas férias poderia talvez, conhecer as “70 virgens” (tens a certeza que ainda há 70?), enquanto saboreava em “13 minutos de comida”, servida “com licença” do chimpanzé Gervásio que vai dando indicações: “põe-te à direita, palhacito” e a quem é sempre possível dar como resposta “até tu, supermaxi?”.

É claro que “a tradição já não é o que era” e a Islândia por mais que tente, não se compara ao querido “Portugal, País de Cábulas ou de visionários”, sim, porque “eles andam aí” (que até o “Plutão está de volta” e ninguém está interessado em ser anjo “Fosca-se”) e a “sinceridade” é lixada e pode deixar as costas feitas num oito, ou a “camisa lavada” transformada em vestimenta havaiana onde eu pessoalmente não colocaria tanta mostarda.

Por outro lado, é de ter em conta que na Islândia o “ADN empresarial” é “a maior treta” comparada com um “liceu, cara de museu”, do qual qualquer “camarada” tem “saudades”. Em compensação “o wc inspira-me”, porque na verdade não há como um wc islandês. “Grafitizá-los” seria o ideal, mas não quero descarregar aqui a raiva, veneno destilado, ameaças veladas ou ganas sádicas, até porque em relação aos wc penso exactamente como o outro “segura-a tu” ou “timeshera lá isto”.

Mas afinal, vem isto tudo a propósito de quê? Ah sim, do primo em 4º grau que escarafunchou na mala da mulher à procura das 698 visitas das quais “5,37 vivas”, sendo que se supõe, que as restantes terão morrido intoxicadas ao fim dos 82 dias de vida. Perante tal tragédia, a “minha grande” amiga resolveu dizer “adeus” até mesmo aos “filhos”, prometendo-lhes contudo, que no “day after” o seu sucesso com a “sonda” que lhe ofereceram como medida de “segurança no aeroporto”, eliminaria qualquer “bichofóbico” que se atrevesse a ter “vontade de empernar”, o que ressalve-se, constitui a “última tentação de uma data de gente” no seu sonho de “dia ideal”.

Devo comunicar-vos que este texto não tem qualquer “significado, sabedoria ou sexo” e que é dedicado exclusivamente a alguém de quem não sou “amiga colorida ou quase namorada”, até porque, aposto que a sua jove recorreria de imediato ao “Ministério das correntes” se desconfiasse, por breves instantes, que os “desafios blogosféricos” lhe consporcavam a “gravata” do dito cujo, já de “ressaca kaput”, consequência da “gripe das aves” tratada com “manteiga de amendoim”.

Já agora informo-te que amanhã por esta hora, após tanto autógrafo e dedicatória, terás uma tal dor na pata que te fará pensar “e se fossem todos...” (porque afinal ser famoso “também dá para isto”) enquanto sorris deliciosamente entregando o livrinho e proferindo um caloroso enfadonho: “toma lá”.É que a “vingança serve-se muuuuuito fria, assim a modos que a roçar o gelado”!

“Sabes o que é que eu penso da tua OPV” (Obra Publicada e Vendida)? Que é preciso “tomates, Sr” escritor para ser “obrigado” a abdicar de alguma coisa em prol de um sonho que “sopra, sopra” um dia na nossa mente e que nem sequer está coberto pelo “seguro”.

No dia em que alguém me perguntar: mas afinal “quem é o gaijo?!?” Estou certa que deixarei escapar uma gargalhada, mesmo correndo o risco de ouvir “Tás-te a rir do quê, pá?” E responderei convicta: Gajo de tipo ou de gajo mesmo?! “Tipo? Mas qual tipo?” Aquele que eu conheci em “Lisboa 2006”, não a olhar para o ecrã da “televisão” mas ainda assim um ecrã?

E soltarei mais outra gargalhada resultante do “efeito SQUISH” que foi provocando em mim a leitura da tua “vida que dava um blog”! As nossas se calhar também davam. Mas tu, um simplório (lol) RAFEIRO ,tiveste a coragem que muitos outros nunca terão!!


Boa sorte!! :)

E obrigada! **



notinha: as aspas reproduzem os títulos e o itálico citações dos textos da obra que amanhã será lançada pelo Jorge.


(fogo, estava a ver que o índice nunca mais acabava)

30 comentários:

Thiago Forrest Gump disse...

E eu que pensava que o post era infinito! lolololololololololol

Vou agora conhecer o outro blog! :D





Bom fim de semana

v disse...

Tu já não bates bem e ainda arranjas companhias dessas. Depois queixas-te!
loool

Rafeiro Perfumado disse...

Foryou, estou absolutamente de boca aberta. Tu fizeste o que eu pensei em tempos e meti de lado porque "daria um trabalho do catano"...

Não sei como te agradecer, mesmo reconhecendo que te esforçaste mais na promoção do rafeiro que eu próprio.

Mesmo que o livro não tenha sucesso, há certas coisas (reparaste na colocação certeira do "h"?) que já valeram muito a pena nesta minha passagem pela blogosfera. E uma delas, Amiga, foi sem dúvida conhecer-te. E fico-me por aqui. Um grande beijo, Jorge

bjecas disse...

Que pieguice!...

Estarei lá batido!

\m/

POETA VAGABUNDO disse...

:)já vi que és louca:)
beijo vagabundo

legivel disse...

... se algum dia me passasse pela cabeça editar um livro, o prefácio era teu. Desenrascavas-te com umas parcas cento e cinquenta páginas que eu escrevia o texto nas restantes cinco...

sousa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Likas disse...

Pois mal comecei a ler identifiquei logo a origem de tais "títalos". Gostei do texto, acho que foi uma bonita homenagem ao rafeiroso.
Só tenho pena que ninguêm me tenha vindo apanhar num avião particular para eu estou convosco hoje a receber o meu autógrafo. :(
O anjo caído prometeu-me umas asas, mas até agora nada...
Beijokas aos dois

Nanny disse...

Lá estaremos para lhe gastar a tinta da caneta e deixar a pata de lado de tanto autógrafo :D

Beijocas

VICIO disse...

sai um livro gratis prá dona deste blog... :D

herético disse...

pois.imaginação não te falta. deves mesmo divertir-te quando escreves. apreciei essa do gajo ser "gajo de tipo ou gajo mesmo"

não está interessada. mas esclareço : o heretico é gajo mesmo!

Um Poema disse...

Creio que perdi algo (ou pelo menos não acompanhei) nestes 15 dias de ausência.
Mas, de qualquer modo, depois de um "testamento" destes, fica o dever de, pelo menos, desejar felicidades, muitas felicidades, ao "afilhado RAFEIRO".

Obrigado pelas visitas.
Um abraço

Erika disse...

muito bom!!!!!!!!!!!!!

beijo

Nilson Barcelli disse...

Só percebi o teu post no final...
Mas que grande trabalheira tu tiveste... Espero que o rafeiro o mereça (nunca li nada dele).
Boa semana, beijinhos.

Jonice disse...

E entre as aspas e os itálicos você produz uma tapeçaria e tanto com tua escrita! Adoro contemplar esta habilidade. :)
Beijinhos

Reflexos da Alma disse...

Já tens o ultimo dos Terrakota ?!
Então é porque sabes do que falo e só podes ter bom "ouvido" ;)

Gostei de aqui estar ...
Beijokas

gasolina disse...

Puro exercicio de amizade!

Beijos para ti!

rascunhos disse...

tá muita giro!!!

LOL


bj e boa semana

mixtu disse...

toda a sorte para o teu amigo a quem lhe fazes um boniot tributo
abrzo en un tren :)

Alexandre disse...

Sim senhor, depois desta dissertação de certeza que o teu blog vai ficar sob escuta, isto é, sob suspeita... é que há por aí umas pessoas que não toleram que se escrevem coisas críticas e textos com tons irónicos! Mas ora não te importes, eu já tive o meu telemóvel sob escuta e ainda estou aqui!!!

Beijinhos!!! Muitos!!!

RB disse...

Esse rafeiro é um talentoso

João Cordeiro disse...

Amiga foryou... podes fazer o prefásio do meu próximo livro...

PLEASE ;)


Beijinho sonhador

João Cordeiro disse...

Seria certamente um best...



beijinho sonhador

Miosotis disse...

Sempre bom passar por aqui...
Boa semana.
Beijos e miosótis

Um Momento... disse...

Há rafeiros com sorte:))))

Um beijo e um sorriso foryou:))))

É tão linda a Amizade, o sentido e o sentir q nos proporcionam estes Momentos

(*)

legivel disse...

... tens um desafio em forma de "batata quente" no meu blog colectivo "Experimência"

(http://mansoa.blogspot.com)

o alquimista disse...

Tu és cá uma ficcionista!Devias escrever ensaio...ler-te é um prcesso cheio de movimentos...


Doce beijo

lélé disse...

Que facilidade em escrever!... Vou ter de ler de novo, porque acho que há ali muita coisa que me escapou... quase tudo, diga-se em abono da verdade!...

Obrigada pela força, lá no reticências...

Moura ao Luar disse...

Bueno chica vai lá vai, a minha alma tá pasma...

Å®t_Øf_£övë disse...

foryou,
Já li o livro do Rafeiro Perfumado, que comprei na FNAC, e gostei bastante. Foi através de ti que conheci o seu blog, e que tomei conhecimento do lançamento do livro.
Obrigado pela partilha.
Beijinhos.